Nº09.  2022/2

EDITORIAL

Nossa reVISTA utiliza em sua marca o sinal de visão, em SignWriting, só que com dois **, ou seja, duas batidinhas no olho, o que significa duas vezes visual: re-vista (Libras/português). Entretanto, o uso do SignWriting não havia sido abordado nas edições da reVISTA. A edição 9 começa com uma matéria sobre o trabalho de conclusão de curso (TCC) de Lais Rovani, que faz uma avaliação da usabilidade de um site que utiliza o SignWriting. O site de periódicos científicos do IFSC desenvolveu um protótipo para o uso e avaliação da interface em Libras, na sua modalidade escrita. O resultado da avaliação indicou melhorias, mas aprovou a estratégia, confirmando que mesmo para os surdos que não possuem nível avançado na escrita, o uso do SignWriting foi capaz de facilitar a navegação.

Outra matéria que aborda a acessibilidade é sobre branding. O texto apresenta alguns projetos de branding e de identidade visual, discutindo a diferença entre esses dois conceitos, e destaca a importância da criação também de um sinal em Libras, complementando o naming e a marca visual. Algumas empresas importantes, como o Nubank e o Banco do Brasil, têm prestado atenção nessa demanda e enfatizado o uso do sinal para atrair o público surdo, que não é pequeno.

A tese de Laise Miolo de Moraes apresenta uma ampla pesquisa sobre a produção e avaliação de recursos educacionais digitais bilíngues (REDs; Libras/português). Na matéria Avaliação de REDs bilíngues, mostramos o resultado dos estudos da pesquisadora, que é um modelo para a avaliação desses recursos. O modelo orienta a análise do contexto pedagógico, cultura surda, tradução e interpretação, mídias digitais, e design da interface, detalhando os critérios e oferecendo perguntas que facilitam a avaliação.

Nesta edição também temos uma matéria a respeito dos infográficos, ou seja, materiais que utilizam tanto a linguagem verbal como a linguagem visual para a apresentação de dados e informações de forma mais significativa e útil.

Ainda, uma matéria sobre revistas feministas que mostra um pouco da história do feminismo e como as publicações foram e são importantes para a disseminação dessas ideias e para a transformação comportamental. E apresenta do projeto da revista D’arc.

Por fim, uma matéria que mostra o passo a passo para o desenvolvimento de uma fonte de texto com ótimos exemplos para inspirar o trabalho. 

Ana Vitória Amaral da Rosa

FINANCIAMENTO INTERNO (2022_PROEX 02 – Apoio a projetos de extensão)